quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Educação Tecnológica e a Inclusão escolar

Todos devem ter acesso à escola é preciso formar e fazer a Transição para a Vida Ativa (TVA).

Numa perspetiva de inovação educacional, atualmente a E.S.D.R. apresenta um dinamismo em torno de crianças com necessidades educativas especiais, com perspetiva de inclusão e acompanhamento no processo de transição para a vida ativa, tendo em consideração, como refere o Decreto Legislativo Regional nº15/ 2006/A,  "um princípio da escola inclusiva, de adequação e de não discriminação" . A nossa escola conta com uma turma "Uneca - TVA" e com uma equipa de profissionais que envolvem os alunos nas competências a adquirir num conjunto de possibilidades, tais como as capacidades, motivações, desejos e perspetivas, preparando estas crianças para uma participação e aprendizagens informativas vocacionais. Para esse reforço das competências a adquirir pelos alunos e na inclusão dos mesmos, o docente Sérgio Silva, como prof. da turma da disciplina de Tecnologias Especificas e professor do grupo disciplinar, 530, de Educação Tecnológica, em consonância com os restantes docentes do mesmo grupo, especificamente, Ana Maio; Manuel Ruas; Ana Isaías; Rute Antunes e Lurdes Clara, acordaram que a turma supracitada interagisse com as suas turma do ensino regular. Note-se que a disciplina de Educação Tecnológica, como promotora de uma literacia tecnológica, visa, numa coerência curricular, respeitante ao Currículo Regional de Educação Básica, C.R.E.B., o sucesso educativo, com caráter propedêutico, no ingresso de vias profissionalizantes, e promove a inclusão e respeito pelas diferenças, pois o trabalho colaborativo permite o contacto social entre os alunos. Neste sentido, os alunos da turma em questão colaboram com os outros alunos das turmas do ensino regular, ultrapassando barreiras e levando a uma maior sociabilidade. Os docentes de Educação Tecnológica também consideram que a inclusão dos alunos nas outras turmas promove o respeito pelas diferenças e uma maior oportunidade dos alunos a mostrarem o seu potencial de interajuda, que instiga a sua autoestima. Desta forma, o doc. Sérgio Silva terá como recurso as turmas dos outros docentes do grupo disciplinar sempre que achar pertinente, relacionando a disciplina de Ed.  Tecnológica com a disciplina de Tecnologias Específicas.

Enfim, tudo é feito na base do respeito pelas atitudes e valores e no reconhecimento das capacidades que leva a uma sociedade mais inclusiva, consciente, solidária e participativa.

Prof. Sérgio Silva
Enviar um comentário