segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

BAD à descoberta da Sinagoga

As turmas de 11º e 12º anos, BAD, futuros Técnicos de Biblioteca, Arquivo e Documentação, deslocaram-se dia 12 de Novembro à Sinagoga, lugar de culto do Judaísmo e residência privada das irmãs Albo, Raquel e Haliá respetivamente, falecidas na década de 70 e últimas inquilinas da residência. Esta funcionava igualmente como lugar de convívio da "colónia hebraica" e de escola, na aprendizagem de culto. 

A visita, orientada por Ronaldo Couto, deu a conhecer a história que envolve a Sinagoga, que entra em degradação após a morte das irmãs Albo, por estas não terem descendência. À mesma casa estão envolvidas famílias de renome e bem conhecidas do meio açoriano, como os Bensaúde, Azulay, Delmar, Sebag, entre outras.


Uma das maiores benfeitoras da Sinagoga tem sido a Dr.ª Miriam Sebag, que tem doado inúmeros bens pertencentes ao avô e pai, Joaquim (rabi, sepultado no Cemitério dos judeus, em Santa Clara) e Elias Sebag respetivamente (sepultado em S. Joaquim). 

No seguimento da visita, o Dr. José de Mello, historiador e assessor cultural da Câmara Municipal de Ponta Delgada, falou sobre o arquivo da Sinagoga, acervo em crescimento devido a doações, e das suas dificuldades em tratá-lo, uma vez que nenhum dos descendentes judeus residentes na ilha fala hebraico.

Agradecemos ao Dr. José de Mello, Ronaldo Couto, Cristina e André Borges que tornaram possível a realização da visita.

As turmas deslocaram-se sob orientação dos docentes Manuela Macedo e Luís Castro, Diretor do Curso.

Um artigo do projeto "Fora de Portas"
Enviar um comentário