sexta-feira, 23 de maio de 2014

A Cultura Açoriana na obra de Domingos Rebêlo

Domingos Rebêlo criou uma iconografia onde se inscreve a cultura açoriana. Associada às atividades agricolas ou piscatórias quando o contexto é a natureza, ou as atividades artesanais quando o cenário é a cidade, a vila ou a aldeia, a figura humana confunde-se com a Natureza e é una, integra-se nela. Ao contrário da sociedade industrializada que observou nos seus tempos de estudante em Paris, nos Açores o laço com as origens, as tradições, a religião e a Natureza ainda não foi quebrado. Em contracorrente aos vanguardismos da pintura do século XX, Domingos Rebêlo expressa artisticamente que o ser açoriano ainda mantém uma certa pureza e não sofreu uma desestruturação, não se fragmentou, não se aniquilou, não caiu no niilismo. Na sua pintura, deparamo-nos com o culto da interioridade, ao voltar--se para dentro de si mesmo, que é uma característica açoriana de introspeção e própria do isolamento geográfico. As pesquisas do pintor buscam penetrar na psicologia e na alma açoriana e tentam defini-la e dar-lhe uma identidade. O levantamento etnográfico visa preservar uma memória e uma descoberta de si mesmo. Domingos Rebêlo dá voz ao silêncio do povo açoriano. 


Jorge Rebêlo

Ponta Delgada, 23 de maio
Enviar um comentário